CULTURA E TURÍSMO - ESTAÇÃO ECOLÓGICA DE PAULO DE FARIA

O QUE É UMA ESTAÇÃO ECOLÓGICA?

É uma área geográfica delimitada em função de sai relevância ambiental, tendo como objetivo a preservação da natureza e a realização de pesquisas científicas.
Nessa categoria, a visitação pública, com fins de lazer e recreação, não é permitida, sendo possível quando o objetivo é educacional.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA ESTAÇÃO ECOLÓGICA PARA A POPULAÇÃO LOCAL

A Estação Ecológica fornece condições para o desenvolvimento de atividades de educação ambiental e pesquisa. A Estação Ecológica também proporciona a manutenção de recursos medicinais, ornamentais, genéticos, manutenção dos valores estéticos, éticos, espirituais, culturais e históricos, bem como a proteção dos solos, das espécies raras, endêmicas ou ameaçadas de extinção e contribuição para estabilidade do clima, ou seja, preserva os recursos naturais para as gerações atuais e futuras.

HISTÓRICO

A Estação Ecológica de Paulo de Faria foi a primeira do gênero no Estado de São Paulo, criada pelo Decreto Estadual n.º 17.724 de 23 de setembro de 1981. Originou-se da desapropriação pela Companhia Energética de São Paulo (CESP), em março de 1979, para oferece refúgio à fauna e flora da região e reassentamento de animais oriundos das áreas utilizadas para a formação do Reservatório Hidrelétrico de Água Vermelha.
A criação foi instituída em função de ser um dos poucos remanescentes da floresta estacional semidecídua, localizada na Bacia Hidrográfica do Turvo/Grande, e de seu grande valor cultural e científico, sendo de inestimável contribuição para a realização de pesquisas básicas e aplicadas do meio ambiente e ao desenvolvimento da educação conservacionista, bem como a preservação do ecossistema representativo da região.

VEGETAÇÃO

A vegetação da Estação Ecológica de Paulo de Faria é classificada como Floresta Estacional Semidecídua, apresentando 170 espécies de árvores e arbustos distribuídas em 42 famílias. As principais árvores encontradas são o ipê-branco, aroeira, angico, jequitibá-branco, ingá, cedro-do-brejo e espeteiro.

FAUNA

São encontrados na Estação Ecológica vários animais em perigo, vulneráveis ou ameaçados de extinção, tais como o mico-estrela, tamanduá-bandeira, tamnduá-mirim, jaguatirica, onça-parda, gato mourisco, lobo-guará e paca. As aves encontradas nessa Unidade de Conservação são tovaçu-malhado, balança-rabo-branco, ema, siriema, jaó, arara-vermelha, arara-canindé e arara-azul.

ONDE LOCALIZA?

A Estação Ecológica totaliza 436,76 há e localiza-se entre as coordenadas 19º55’ a 19º58’ de latitude S e 49º32’ de longitude W, no município de Paulo de Faria a 30 Km do centro da cidade, às margens do reservatório formado pela barragem de Água Vermelha, na Bacia Hidrográfica do Turvo/Grande.