HISTÓRICO DO MUNICÍPIO DE PAULO DE FARIA, ESTADO DE SÃO PAULO

Região de São José do Rio Preto
Sub Região de São José do Rio Preto

Em 28 de Setembro de 1911, Peregrine Benelli e sua esposa fizeram uma escritura de doação, antigamente a cidade era conhecida como Patos. A primeira freguesia de Patos pertenceu a comarca de Barretos, mais tarde de Olímpia e a Nova Granada, passando a categoria de Comarca pelo Decreto n.º 2777 de 18 de novembro de 1954. A antiga denominação Patos deve-se ao fato dos engenheiros encarregados na colocação de marcos para abertura da estrada nesta região acamparem nas proximidades de um riacho onde se banhavam numerosos patos, provindo a denominação que deram a localidade. Foi criado o Distrito de Paz pelo Decreto n.º 9775, de 30 de Novembro de 1938, Patos passou a denominar-se Paulo de Faria. A Comarca de Paulo de Faria foi instalada no dia 29 de janeiro de 1955. O Município de Paulo de Faria foi criado com dois distritos : Distrito de Orindiúva e Veadinho do Porto (atual Riolândia) esses dois distritos conseguiram sua independência, Paulo de Faria passou a constituir-se somente do Distrito de Sede do Município.


ORIGEM DO NOME

Em homenagem ao Secretário do governo falecido em desastre de avião, passaram de Patos para Paulo de Faria, pelo Decreto n.º 9775 de 30 de novembro de 1938.


Calendário de Eventos
Janeiro:
Encontro das Bandeiras Santos Reis
2º Domingo do mês

Fevereiro
Carnaval na Praça da Matriz

Março, Abril, Maio
Atividades diversificadas, entre elas a festa de Corpus Christi.

Junho
Baile da escolha da Rainha da Festa do Peão, Torneio Leiteiro no ultimo final de semana do mês.

Julho
Festa do Peão

Agosto
Festa do Padroeiro Senhor Bom Jesus dia 06, juntamente com a grandiosa quermesse, praça da Matriz, durante a 1ª quinzena do mês.

Setembro
Atividades culturais diversificadas

Novembro
Aniversário da Cidade, 30 de novembro
Encontros dos Catireiros, realizados final de novembro.


Aspecto Sócio Culturais

Danças Típicas
- Grupo de Catira
- Folia de Reis

Musicas Típicas e presença de grupos de música
Predomina-se musica caipira.

Comidas Típicas
- Coruja
- Lingüiça cuiabana
- Quenga

Principais tradições e costumes religiosos e culturais
- Festa do Peão
- Encontro de Bandeiras
- Festa do Padroeiro
- Encontro de Catira

Tradição em produção de artigos artesanais
- Roupas em couro Country
- Bicho de Madeira

Infra Estrutura e Lazer
- Grêmio Literário e Recreativo
- Clube do 20
- Clube da Vitalidade Terceira Idade
 
Teatro
- Anfiteatro da Casa de Cultura
Área: 853 km
Altitude: 475m
Clima: Tropical
Topografia: Plana
Coordenadas Geográficas: 49°24’04’’24°01’51”
Hidrografia: Rio Grande e Córregos dos Patos, Rio Turvo.
População: 8.471
Limites: Orindiuva, Riolândia, Palestina e itapagipe.
Atividades Econômicas: Agricultura e Pecuária.
Atrações Turísticas, passeios e visitas igrejas:
Igreja da Matriz (Bom Jesus): Praça da Matriz s/n, contraída em novembro de 1946.
Igreja de São Sebastião: Praça Graciano J. Lima,s/n, contraída em maio de 1980.
Rio Grande: Propicio à pesca e passeio de barco.
Cachoeirinha: Propicio a banho e possui uma área para pic-nic, localidade de 3km da sede.
Praia Artificial: Represa de água vermelha, possui 18 quiosques espalhados pela área, piscina para adultos e crianças, etc.
Parque Ecológico: Possui uma área com mata virgem, propicio para caminhada e pic-nic.
 
Recinto de Exposições – Luiz Paulo de Almeida
Avenida Teófilo Joaquim Ribeiro s/n
Capacidade para 100 mil pessoas
Área: 24000m


Acesso Rodoviário e distância da Capital
SP – 310 – Washington Luiz
SP – 330 – Rodovia Anhanguera


TRANSPORTE RODOVIÁRIO

Empresa de ônibus São Raphael
Percurso: São Paulo/Paulo de Faria
Terminal Rodoviário – Rua Mário Gameiro, s/n
Fone: 3292.1181

Meio de Hospedagem
Hotel Santa Terezinha
Rua Bom Jesus n.º 897
Fone: 3292.1204

Hotel Fazenda Morada do Sol
End. Prolongamento da Rodovia Armando Sales de Oliveira, Km 5,5
Fone: 3292.1279